InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposLogin

Compartilhe | 
 

 [FanFiction] DeadLine

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Naoki
Estudante da Academia
Estudante da Academia


Masculino
Número de Mensagens : 144
Idade : 29
Data de inscrição : 27/04/2008

Ficha do personagem
Nome do personagem: Uchiha Naoki
Ranking: Gennin
Ryous Actuais:

MensagemAssunto: [FanFiction] DeadLine   Qui Set 04, 2008 1:59 pm

Citação :
Ora bem, decidi começar uma fic diferente, sem ser relacionada com nenhum anime em específico. Vejamos se é desta que eu acabo. ^^'



Opening:
DeadLine Opening 1

Prológo


Las vegas, a cidade do pecado, onde a noite consegue ter mais brilho que o próprio dia. As pequenas luzes irrompem da escuridão como pequenos pirilampos, dando um certo brilho e magia a toda a cidade, atraindo os mais variados tipos de pessoas com os seus casinos, e outros locais nocturnos. Num desses locais, mais especificamente no casino “Blitz”, o serão parecia estar de certa forma, mais animado. Numa mesa de poker, onde vários faziam as suas apostas, estava um dos homens mais ricos do casino, ‘lucky’ John era o seu nome, tinha ganho uma grande reputação como um dos melhores jogadores, e parecia aproveitar-se desse título para fazer ainda mais dinheiro.

- Parece que ganhei outra vez. - disse, lançando as cartas que tinha na sua mão para cima da mesa, os outros jogadores entreolharam-se várias vezes mas o silêncio reinava. - E então, vamos a mais um jogo, cavalheiros?
- Eu estou de fora.. - disse um dos outros jogadores, levantando-se e saindo da mesa, perdera tudo o que tinha ganho, não estava interessado em perder mais ainda. Vários outros o acompanharam, ficando apenas 2 deles sentados com o vencedor.
- Mais ninguém se quer juntar a nós? - indagou John, farto de esperar, mas parecia que ninguém pretendia perder os seus lucros e jogar contra a sua sorte. - Cobar..
- Eu alinho no jogo. - uma voz feminina se fez ouvir por entre a multidão, que logo abriu caminho á sua passagem, com um vestido de seda vermelho justo ao seu corpo elegante, a combinar com o seu cabelo ruivo, um decote arrojado e uma pequena mala branca no braço.
- Ora mas que preciosidade, madame, deixe-me apresentar-me - disse John, levantando-se e fazendo uma pequena vénia. - O meu nome é John Mcgouth, seria um prazer se uma dama tão bela se juntasse a nós.
- Claro.. - disse ela num tom amigável, sentando-se também á mesa para que o jogo pudesse começar. John sorriu e sentou-se também, com a classe que ela tinha, provavelmente era alguém importante ou muito rica, para ele não importava, desde que conseguisse lucrar com isso.

O jogo seguia como previsto, John ganhava sem grandes dificuldades, e parecia estar a dominar os outros participantes com a sua perícia, ainda que nada estivesse ainda decidido, a vitória era quase de certeza dele.

- Mais um uísque para mim e um licor para a bela dama, por favor! - John acenou a um dos empregados de mesa, que prontamente trouxe as bebidas á mesa. Discretamente havia escrito na base do copo de John, as mãos dos outros jogadores, e assim estava garantido que ele iria ganhar mais uma rodada. A rapariga no entanto parecia não estar muito preocupada com o facto de estar naquele momento a perder, o que deixava John cada vez mais convencido que ela era milionária, aumentando ainda mais as possibilidades de ficar por mais rondas.

- Parece que a sorte está do meu lado hoje, continuamos o jogo? - John havia ganho uma vez mais, para ele o jogo podia continuar pela noite dentro, quanto mais ganhasse melhor, mas para os outros jogadores acabava ali, os restantes levantaram-se e preparavam-se para sair, John agarrou no pulso da rapariga que se preparava também para se levantar. - Mais um jogo, madame.
Ao ser agarrada, ela instintivamente se soltou, fazendo uma pequena carta sair da manga dele, e cair na alcatifa do luxuoso casino. Todos ficaram a olhar para aquela cena, não pela reacção da rapariga, mas pelo sucedido com John.
- Batoteiro! - gritou alguém da multidão, seguindo-se de vários outros gritos de raiva, por parte dos jogadores que haviam já perdido o seu dinheiro com ele, num gesto brusco puxou a rapariga para ele com uma mão, e com a outra retirou do seu casaco uma pequena navalha que encostou ao pescoço dela.
- Ninguém se mexe ou ela morre! - disse tentando acalmar os ânimos, começou a caminhar para trás levando consigo a sua refém, aquela iria ser uma escapatória fácil, ou pelo menos assim pensava ele. Com um movimento brusco, ela colocou o pé por detrás dos dele, que sem se dar conta tropeçou, de seguida um forte golpe no braço que segurava a navalha o fez deixá-la cair, desequilibrando-se para trás, no entanto agarrando-se ao vestido dela e rasgando-o por completo antes de se estatelar no chão.

- Tu és.. - disse ele pasmado a olhar para o resto do vestido que cobria o corpo da rapariga, deixando ver a roupa que trazia por baixo, uns calções de cabedal justos, e um top de tamanho muitíssimo reduzido, ela removeu o resto do vestido com uma das mãos. - Alexis Anderson!

Citação :
Nome: Alexis Anderson
Idade: 26 anos
Ocupação: Ladra profissional
Curiosidades: Adora utilizar a sua sensualidade para chegar onde quer.
Frase favorita: So long.. sucker!

- Oh? Afinal sabias o meu nome? Sinto-me lisonjeada.. - agora sem o vestido, um coldre podia ser visto na sua perna direita, segurava uma pistola de pequeno porte, ela retirou-a e com um rápido movimento colocou um pé no pescoço do homem que se encontrava deitado, e apontou-lhe a arma directamente á cabeça. - Agora diz-me.. onde anda o teu chefe?
- Não sei do que falas! - balbuciou o homem tentando que a sua vida não fosse dada por terminada ali mesmo.
- Talvez isto te ajude um pouco. - Alexis desengatou a arma, fazendo alguma pressão no gatilho..
- NÃO! Ok, eu falo.. ele está em Moscovo neste momento, mas nem tu conseguirias fazer-lhe nada, ele está mais forte que nunca! Vai sozinha e morres! - a rapariga de cabelos ruivos tinha um sorriso nos lábios, e de seguida um tiro se pôde ouvir por todo o casino.
- Quem te disse que eu pensava ir sozinha.. idiota? - disse ela, começando a caminhar em direcção á saída do casino, deixando todos a olhar para o homem, desmaiado, e mesmo ao lado da sua cabeça encontrava-se o buraco da bala disparada pela arma dela. Já a sair do casino, Alexis olhou em volta com um sorriso de orelha a orelha. - E assim começa mais uma caçada!

[To be continued..]

Ending:
DeadLine ending 1
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neku
Rank D: Jounin
Rank D: Jounin


Feminino
Número de Mensagens : 4981
Idade : 23
Ocupação : endless witch
Data de inscrição : 24/02/2008

Ficha do personagem
Nome do personagem: Ame
Ranking: Gennin
Ryous Actuais:

MensagemAssunto: Re: [FanFiction] DeadLine   Sex Set 05, 2008 4:10 pm

Onii-chan, adorei *-* Apesar de não ser do género de fictions que goste, adorei :3

Moar 8D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Naoki
Estudante da Academia
Estudante da Academia


Masculino
Número de Mensagens : 144
Idade : 29
Data de inscrição : 27/04/2008

Ficha do personagem
Nome do personagem: Uchiha Naoki
Ranking: Gennin
Ryous Actuais:

MensagemAssunto: Re: [FanFiction] DeadLine   Sab Set 06, 2008 11:40 am

Citação :
Ah onee-chan arigatou! *-* Eu gosto de escrever mas é só de vez em quando e depende do meu humor xD ou seja agora deu-me pra isto ^^'

Opening:
DeadLine Opening 1

Capítulo 1: Laços de sangue


No Espaço aéreo americano, um único avião fazia a sua entrada no estado do Colorado, fazendo a sua aterragem 30 minutos mais tarde. Da confusão no aeroporto, por entre passageiros e hospedeiras, se encontrava Alexis, facilmente reconhecida pela diminuta quantidade de vestuário que usava.

- Parece que no final tinha de voltar aqui, espero que desta vez tenha menos problemas.. - murmurou ela soltando um forte suspiro - Já passaram quase 3 anos desde que aqui vim pela última vez, e ainda assim, nada parece ter mudado. - os seus pés pareciam pesar, sentia-se desconfortável em voltar ali, mesmo sendo o local onde nascera. Todos os seus familiares haviam sido assassinados vários anos antes, todos menos um, alguém que a veio a odiar do fundo do coração, alguém muito importante não só para si como para os seus planos. Saiu do aeroporto e apanhou o primeiro táxi que conseguiu, com destino á cidade de Denver, demorando quase 2h de viagem graças ao trânsito e a hora de ponta. Quando chegou a Denver já havia anoitecido, cansada da viagem, decidiu continuar o seu caminho no dia seguinte, por agora iria arranjar um lugar para ficar a dormir. Mas ao passar por um dos tantos bares nocturnos da cidade, não resistiu entrar e tomar qualquer coisa, afinal não havia nada melhor que uma boa bebida para desanuviar as ideias.

Entrou no pequeno bar, dirigindo-se ao balcão e pedindo um gin tónico, o ambiente era muito diferente de Las Vegas, não tinha aquele glamour que ela tanto odiava, ali ao menos sentia-se mais confortável. Pegou no seu copo e começou a beber, olhando ocasionalmente em volta, tinha um pressentimento de estar a ser observada por alguém, mas não conseguia perceber quem.

- O que faz uma senhorita tão bonita num bar como estes? - um bêbado ao seu lado tresandava a álcool e insistia em aproximar-se cada vez mais - Precisas de alguma coisa doçura? - ela franziu o sobrolho ligeiramente aborrecida com a presença do individuo, mas não podia chamar mais a atenção para si mesma, e não parecia conseguir afastar aquele sentimento de estar a ser observada, era como se uma pequena mosca se tivesse colado nas suas costas e não quisesse sair, mas ela também não podia fazer nada para a tirar de lá.
- Não, mas obrigado pela oferta.. - disse, deitando abaixo o resto da bebida que tinha no seu copo de uma só vez, levantou-se e ao voltar-se embateu contra alguém, um rapaz de cabelos curtos e escuros, que ao embater nela acabou por cair.
- Balmung! - gritou uma rapariga que vinha com ele, tinha também cabelos ruivos claros, apressando-se a ajudá-lo - Aleijaste-te?
- Não, Ilyanna-chan, daijobu. - disse ele, enquanto se levantava, tanto ele como Ilyanna olharam para trás, de forma a pedirem desculpa pelo sucedido, afinal de contas eles também tinham sido os culpados, mas nesse mesmo momento eles se aperceberam de quem se tratava.
- Tu!? - disseram os dois em coro.
- Vocês??? - retorquiu Alexis pasmada.

Citação :
Aparência:
Spoiler:
 
Nome: Zantetsuken Balmung
Idade: 17 anos
Ocupação: Estudante
Curiosidades: Não permite que os seus amigos sejam magoados.
Frase favorita: Bakayarou..

Citação :
Aparência:
Spoiler:
 
Nome: Ilyanna Anderson
Idade: 16 anos
Ocupação: Estudante
Curiosidades: Detesta que digam o seu apelido em público.
Frase favorita: Kawaii!

Inesperadamente, Alexis tinha encontrado quem precisava, agora vinha a parte mais difícil, convencê-la a juntar-se a si. Tendo em conta todo o seu historial, e aquilo porque já haviam passado, Alexis já sabia que não era com um simples pedido que a sua irmã mais nova se iria submeter á sua vontade.
- Afinal não precisei de voltar á nossa mansão para te ver novamente, irmãzinha.. - Alexis esboçou um sorriso pervertido - Parece que agora já tens tudo no lugar.. - nesse momento, Balmung colocou-se entre as irmãs, com uma expressão de poucos amigos - ..calma, eu apenas vim para vos fazer uma proposta.
- Proposta? - indagou Ilyanna, saindo de trás do rapaz - Que tipo de proposta? - o seu olhar transmitia desconfiança.
- Ora que pergunta, quero que se juntem ao meu grupo! - exclamou Alexis, deixando ambos estupefactos com aquilo.
- És doida! Nunca nos juntaremos a ti, tu trazes problemas e mais problemas, porque raios voltaste a esta cidade? - Ilyanna mostrava-se pela primeira vez realmente chateada com alguém, Balmung nunca a tinha visto agir assim, mas sabia que decerto ela tinha um motivo para tal.

- Não importa se te queres juntar a mim ou não, eu ainda sou a tua irmã mais velha, não importa o que digas, a discussão termina aqui! - com um gesto brusco agarrou no pulso de Ilyanna, e estava prestes a puxá-la quando foi forçada a retirar a sua mão, segundos antes de ser cortada pela espada de Balmung.
- É como a ela disse, não nos juntaremos a ti por nada deste mundo! - Balmung parecia irritado pela agressividade de Alexis para com a sua irmã mais nova, e imediatamente se lançou ao ataque com a sua espada.
- Tsch.. as coisas vão ficar problemáticas mais uma vez. - ao que parecia, iria ser obrigada a lutar, estava prestes a retirar uma das pistolas do seu coldre quando Balmung investiu, por um triz conseguiu evitar a espada do rapaz, que de tão perto que passou lhe cortou alguns fios de cabelo. - Com que então é assim que queres jogar, vejamos o que sabes fazer, rapazote! - um dos coldres estava já sem protecção, fez rapidamente o mesmo com o outro, a tempo de esquivar mais uma investida, com um salto mortal atrás, ambas as pistolas que tinha em cada lado na cintura foram projectadas para o ar, e assim que os seus pés voltaram a tocar terra firme, agarrou em ambas em pleno voo, apontando-as ao seu oponente. Balmung por sua vez investia incessantemente, com uma grande rapidez, usando todos os meios possíveis para se cobrir e não ser alvo fácil dos disparos, ao que parecia Alexis não estava a dar o seu máximo, algo que ele iria sem dúvida aproveitar.

- Nada mau para um senhora de idade.. - gozou ele impulsionando-se numa das muitas mesas do bar, e aproveitando a força da gravidade para aumentar o impacto da sua espada e dificultar a esquiva por parte da mulher. No entanto com um salto para trás, e mostrando uma agilidade espantosa, Alexis levantou a sua perna embatendo na espada com a sola do seu sapato, fazendo várias faíscas saltarem para todos os lados, e com alguma força, obrigou Balmung a soltar a sua espada, que ficou no chão, por baixo do seu pé esquerdo.
- Acabou. - disse ela apontando uma das suas armas ao peito do rapaz - Rende-te..
- Olha bem para a situação em que estás. - respondeu uma voz ao lado do rapaz, Ilyanna havia sido rápida o suficiente para apanhar a sua irmã mais velha desprevenida, a sua navalha estava apontada ao estômago dela. - Não queremos nada contigo, por isso deixa-nos seguir o nosso caminho. - disse ameaçadoramente.
- Ah, parece que fui apanhada, e a pensar que era eu quem tinha a vantagem aqui e no final fui vencida por uma dupla de pirralhos. Suponho que não possa fazer mais nada então.. - retirou a arma do peito do rapaz, que apanhou a sua espada prontamente e a colocou ás costas, Ilyanna guardou a navalha no seu lugar também, preparando-se para ir embora daquele lugar.

- Desaparece. - murmurou a jovem ruiva mais próximo do ouvido da sua irmã - E nunca mais voltes a esta cidade.
- Ok, ok, não te preocupes, nunca mais vão ouvir noticias minhas. É uma promessa.. - assim que Alexis falou, tanto a sua irmã como Balmung passaram, um pela esquerda e um pela direita, mal estavam nas suas costas ela sorriu - ..not! - com um solavanco nas duas armas, ‘soltou’ ambos os carregadores para trás, tanto Balmung como Ilyanna ao darem mais um passo pisaram os ditos objectos, perdendo o equilíbrio. - Desculpem, mas agora vou ter que vos levar.. - Alexis voltou-se e com um rápido golpe na nuca de ambos, deixou-os inconscientes. Todos no bar olhavam para aquela confusão, ela apenas sorriu meio embaraçadamente.
- Parece que exagerei na dose, as minhas desculpas. - numa tentativa de se desculpar e resolver a sua situação, a ruiva olhou para o lado, vendo um homem a olhar para ela embasbacado. - Esta juventude não respeita as regras, têm que ser castigados, claro.. - aproximou-se dele, encostando os seus seios ao seu peito, fazendo-o revirar os olhos. - Mas parece que exagerei, agora precisava de ajuda para os levar para casa, será que me podia ajudar por favor? - mordeu ligeiramente o lábio inferior, aproximando-se ainda mais - Eu pago bem.. - sem esperar o homem agarrou em ambos os adolescentes e num instante saiu do bar acompanhado de Alexis, rumo á mansão da família Anderson.

Num recanto mais escuro do bar, uma pequena luz intermitente mostrava um vulto de um homem com um aspecto ligeiramente sombrio. Os cabelos compridos descaíam sobre o seu casaco longo, e tinha um sorriso cínico nos lábios, enquanto olhava para a saída de Alexis e os outros. Acendeu um cigarro e colocou-o na boca, e começou a fumar de seguida, dando longos ‘bafos’ e expelindo grandes nuvens de fumo.
- Parece que é agora que a brincadeira vai começar..

[To be continued..]

Ending:
DeadLine ending 1
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Naoki
Estudante da Academia
Estudante da Academia


Masculino
Número de Mensagens : 144
Idade : 29
Data de inscrição : 27/04/2008

Ficha do personagem
Nome do personagem: Uchiha Naoki
Ranking: Gennin
Ryous Actuais:

MensagemAssunto: Re: [FanFiction] DeadLine   Ter Set 09, 2008 12:44 pm

Opening:
DeadLine Opening 1

Capítulo 2: Coincidências.. acontecem?


Já na mansão Anderson, tanto Balmung como Ilyanna haviam sido colocados no sofá, ainda desacordados. Alexis estava a alguns metros deles, com um copo de um licor qualquer que ela nem sequer conhecia, nem fazia tenções de conhecer, estava deprimida demais para se preocupar com isso naquele momento.

- No fim acaba sempre assim. - resmungou, aborrecida e chateada com a situação, mais uma vez recorrera á força sem pensar nas consequências, como é que ia fazer para os convencer depois daquilo que se passara no bar, o mais provável seria eles devolverem na mesma moeda. - Eu sabia que isto ia acabar em problemas.. - bebeu o resto do licor e lançou o copo contra a parede, lançando pequenos estilhaços de vidro para todos os lados. Levantou-se e dirigiu-se á cozinha, estranhamente não havia nenhum empregado ou servente em casa, e começava a perguntar-se a si mesma o que raios se tinha passado ali nos últimos três anos, as divisões estavam completamente mudadas, para achar a casa de banho quase que se perdia.
- E depois não hei de estar de mau humor, nem a porcaria da casa de banho consigo encontrar. - demorou quase 5min a encontrar a casa de banho, mas finalmente conseguiu. - Já estava mais que na altura do casalinho maravilha acordar.. - murmurou ela ao ouvir um barulho da divisão de onde tinha saído, mas ao chegar de novo ali, Ilyanna e Balmung estavam ainda num sono profundo, não tinham movido um único músculo sequer. Pelos vistos havia mais alguém na casa, cautelosamente Alexis retirou uma das suas pistolas do coldre, preparando-se para o pior, afinal de contas não podia deixar os seu recrutas saíram dali magoados. Deu vários passos para trás, tentando perceber de onde tinha ouvido o som, mas de repente sentiu uma respiração no seu pescoço, não tardando também a ver duas mãos que instantaneamente agarraram os seus seios.

- Já sentias saudades do teu senpai? - disse uma voz masculina por trás de Alexis - Heh, não mudaram nada.. - chocalhou os seios da rapariga várias vezes - ..firmes e hirtos.
- Eu pensei que me tinha livrado de ti. - a rapariga de cabelos ruivos tinha uma pequena cruzinha na testa. - Eras tu que estavas no bar não eras..?

Citação :
Aparência:Imagem
Nome: Akutabi Gamma
Idade: 26 anos
Ocupação: Traficante de armas.
Curiosidades: É um pervertido de primeira.
Frase favorita: Be the best, fuck the rest.

- Também não mudaste nada, continuas a mesma melga de sempre! - terminou Alexis, dando uma forte cotovelada, projectando Gamma para trás a uma incrível velocidade, passando pelo sofá onde Balmung e Ilyanna estavam e indo contra a parede com um enorme estrondo, o que obviamente acordou ambos. Ainda meio atordoado e inconsciente do que se passava em volta, Balmung olhou em redor para averiguar o estado da situação em que se encontrava, focando em especial Gamma, que estava literalmente enfiado na parece e nas suas mãos encontrava-se um top preto e vermelho, o rapaz franziu o sobrolho, olhando na direcção contrária, ficando imediatamente com os olhos colados em Alexis, em topless..

- SUGOIIIIIIIIIIIIIIIIIII! São duas vezes as da Ilyanna-chan!! - gritou com os olhos quase a saltarem-lhe das órbitas, sem notar que Ilyanna estava de facto atrás de si, com os olhos em chamas e o punho cerrado..
- O que é que disseste, Balmung-kun??? - indagou ela fazendo mais alguma força com o punho.
- Heh.. nada? - retorquiu ele com um sorriso parvo nos lábios e o sobrolho a tremelicar, infelizmente para ele já não havia nada a fazer, com um potente soco, Balmung foi projectado contra a parede, ficando literalmente colado ao lado de Gamma.
- Cambada de idiotas.. - resmungou a rapariga.
- São mesmo. - concordou Alexis, ambas entreolharam-se por alguns segundos, deixando descair a cabeça de seguida e soltando um longo suspiro.
- Pela primeira vez estamos de acordo. - disseram as duas quase ao mesmo tempo, dando uma gargalhada de seguida, de facto era engraçado a forma como os acontecimentos tinham conduzido aquela situação, mas não teriam muito tempo para se rir, pois uma bomba de fumo entrou pela janela, ficando aos pés da irmã mais nova.

- CUIDADO! - Alexis lançou-se sobre ela e uma rajada de tiros se deu início.
- JONAS ÉS UM HOMEM MORTO! - gritava alguém lá de fora.
- Oh meu deus, era só que me faltava agora, um lunático. NÃO MORA AQUI NENHUM JONAS SEU FILHO DA *censurado*! - respondeu Ilyana, sem no entanto surtir nenhum efeito, graças á rajada de tiros que continuava a ser disparada para dentro da casa. - Isto é tudo culpa tua! - disse a rapariga apontando para a irmã mais velha - Sempre que apareces trazes montes de problemas contigo!
- Minha culpa?? Não acredito que eu tenho a culpa que um doido varrido qualquer tenha decidido atacar esta casa, e quem é esse tal de Jonas? - retorquiu Alexis, meio chateada com a situação.
- Sei lá eu. Nunca o vi mais gordo na minha vida, mas se tu não o conheces então.. - Ilyanna fez uma pausa, tinham parado de disparar desde lá de fora, ambas rapidamente se levantaram com esperança que quem quer que fosse que as tinha atacado, tivesse ido embora, mas tinham-se enganado, os tiros recomeçaram, e elas viram-se forçadas a meter-se por trás do bar. Pelo menos ali estavam mais seguras dos incessantes ataques que vinham de fora do edifício. Ilyanna não estava armada, e combate corpo a corpo não iria ser possível naquela ocasião, e Alexis tinha apenas uma das suas armas, sendo que a segunda lhe tinha caído das mãos quando saltou para salvar a sua irmã. Aquela pequena arma nada podia fazer contra a metralhadora que o atacante tinha lá fora, ainda por cima sem qualquer apoio, qualquer tentativa de ripostar seria equivalente ao suicídio, mas ainda assim, não havia hipótese.

- Ilyanna, assim que eu começar a disparar, verifica se aqueles dois estão bem. - disse Alexis apontando na direcção de Balmung e Gamma, a rapariga acenou com a cabeça apenas, e rapidamente puseram a táctica em acção. Levantando-se rapidamente, Alexis lançou 2 ou 3 balas, enquanto tentava estabelecer contacto visual com o seu alvo, mas parecia impossível, a rajada de tiros que vinha de fora era imensa, ela mal tivera tempo de se baixar quando viu uma garrafa mesmo ao seu lado partir-se em bocados, graças a uma das muitas balas que ali passavam. Ilyanna também não conseguira seguir a sua parte, mesmo com os disparos da sua irmã, a rajada de tiros que penetrava as janelas da mansão era quase interminável, ambas se entreolharam e de repente tudo ficou em silêncio absoluto.
- Achas que ficou sem munição? - perguntou a irmã menor, duvidando se deveria levantar-se ou permanecer por trás do bar.
- Depois de tantos tiros, provavelmente.. - murmurou a mulher, e nesse momento ouve-se algo embater no chão daquela divisão da casa, as irmãs levantaram-se e rapidamente notaram do que se tratava, uma granada. Não havia tempo para ficar paradas, ambas começaram a correr até onde Balmung e Gamma se encontravam, lançando-se sobre eles, e uma grande explosão ocorreu.

Havia poeira por todo o lado, Alexis abriu receosamente os olhos, notando que tinha caído e ficado com os seios mesmo em cima do rosto de Balmung.
- Ahhh é isso.. morri e fui para o céu. - disse o rapaz ainda com os olhos fechados, a ruiva fechou o punho e deu-lhe um carolo, fazendo um enorme galo aparecer na sua cabeça. Lentamente a poeira se começava a dissipar, Alexis tinha ficado ligeiramente magoada na perna direita, mas nada de grave.
- JONAS! EU SEI QUE ESTÁS AI!!! - agora podiam reconhecer aquela voz como sendo de um rapaz, Alexis levantou-se com algum custo, e Ilyanna fez o mesmo, notando que se tinha ferido no antebraço direito. Uma pequena brisa levou o restante fumo e poeira que haviam no ar, deixando o cenário completamente visível, Alexis e Ilyanna de um lado, e um estranho rapaz do outro.
- Huh? Afinal nenhum de vocês é o Jonas..

Citação :
Aparência:
Spoiler:
 
Nome: Philip Rodriguez
Idade: 17 anos
Ocupação: Assassino.
Curiosidades: Tem um péssimo sentido de orientação.
Frase favorita: Eu tinha a certeza que era por aqui..

- Mas o que raios pensas tu que estás a fazer?? - indagou Ilyanna furiosa, no entanto não recebeu qualquer resposta, agora que olhava bem o rapaz parecia estar hipnotizado, e sangue corria pelas suas narinas de forma avassaladora, como se de uma torneira se tratasse, o rapaz caiu para trás, estatelando-se no chão. As duas irmãs olharam uma para a outra e perceberam a razão, afinal de contas Alexis não tinha nada a cobrir da cintura para cima, era mais que um choque para qualquer um, ambas avançaram até onde o rapaz estava, Alexis apontou a sua arma á cabeça dele, não fosse tentar alguma coisa.
- O que vieste aqui fazer?
- Ia jurar que era desta que acertava com a casa do Jonas! - exclamou o rapaz, olhando para um dos lados, as duas irmãs fizeram o mesmo, vendo mais três casas destruídas ali ao lado.
- Não, ele não mora aqui.. - disse a ruiva com uma enorme naturalidade, guardando a arma de novo.
- Podem indicar-me onde ele vive?
- Não! Vai-te embora daqui antes que te deixe em muito mau estado! - era a vez de Ilyanna falar, com um tom ameaçador.
- Ok, indiquem-me ao menos o hospital mais próximo.. - pediu o rapaz colocando um lenço a tapar as narinas. - Acho que vou precisar de uma transfusão de sangue..

[To be continued..]

Ending:
DeadLine Ending 1
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neku
Rank D: Jounin
Rank D: Jounin


Feminino
Número de Mensagens : 4981
Idade : 23
Ocupação : endless witch
Data de inscrição : 24/02/2008

Ficha do personagem
Nome do personagem: Ame
Ranking: Gennin
Ryous Actuais:

MensagemAssunto: Re: [FanFiction] DeadLine   Sab Set 20, 2008 6:04 pm

Philip! Aceitas pedidos especiais? Mete uma personagem chamada Annie na fic pah! >8D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [FanFiction] DeadLine   Hoje à(s) 10:05 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[FanFiction] DeadLine
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» FANFIC - Namorando meu Ídolo
» FANFIC - Fruto do Mal
» FANFIC - Still You
» [Fanfic]A história de uma Ninja destemida
» [LAKORN] Kiss Me

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal :: Fan's Zone :: Fictions Gerais-
Ir para: